Dicas de snowboard : Equipamento

Big thumb 2019 best splitboards 734x321

TOP 10 SPLITBOARDS 2019

14 dias Ago / Marcações: splitboards, pranchas, snowboard


Se você começar a ler essa review e pensar: wtf??? O que é Camber, Rocker, Splitboard, Skins, Backcountry, você definitivamente deve participar do treinamento de snowboard da WSC.


Se você leu e entendeu tudo, também deveria participar do Camp e ter a oportunidade de testar essas e outras belezinhas no seu habitat natural, o Powder do backcountry de Whistler.


Agora, se você leu e não entendeu palavras como: "nose" e "tail", nós recomendamos fortemente um intercâmbio ou qualquer cursinho de inglês...


1. BURTON FAMILY TREE FLIGHT ATTENDANT X ($ 1,499)

O melhor Splitboard que seu dinheiro pode comprar da linha Burton Snowboards. A Burton Family Tree Mystery FA X Splitboard foi a mais divertida de todas as pranchas que testei na última temporada. Provavelmente em parte a razão disso foi o peso desse Splitboard.

A Burton desenvolveu a tecnologia Dragonfly® permitindo que o núcleo da prancha tenha redução considerável de peso. Basicamente essa tecnologia coloca madeira mais espessa em áreas de maior impacto e madeira mais fina nas demais áreas com menor impacto.

Por que menos peso é importante? Passamos 75% do tempo skiando montanha acima ou procurando pelos melhores picos, por isso, salvar energia pra quando você está pronto para descer faz toda a diferença.

A Burton Family Tree Mystery Flight Attendant X Splitboard quando combinada com os novos bindings Spark R&D Arc Pro forma provavelmente o set mais leve disponível no mercado.

Esse Splitboard com Camber Direcional é extremamente ágil e com muito pop.

_________________________________________________________________________________________


2. TAHOELAB DIRECTIONAL SPLITBOARD ($ 849)

Por enquanto a Tahoelab é uma pequena e desconhecida fabricante de splitiboard, ski e snowboard com sede em Lake Tahoe, California. Tive a oportunidade de testar a Tahoelab Directional Splitboard no último inverno e realmente só tenho coisas boas pra falar dessa prancha.

Com perfil Camber direcional e com a antecipação do levantamento das extremidades (nose and tail), essa prancha oferece grande estabilidade e flutuação, tudo ao mesmo tempo.

A Directional Splitboard não é uma prancha tão leve quanto a Burton Flight Attendant, mas com certeza chega perto. A TahoeLabs descobriu como envolver lâminas de carbono ao redor do núcleo de madeira e deram a isso nome de Phantom® layup. Se você gosta de andar rápido, essa prancha é para você.

_________________________________________________________________________________________


3. CAPITA NEO SLASHER SPLITBOARD ($ 749)

A CAPITA produziu um Splitboard chamado Neo Slasher e que para fazer jus ao nome simplesmente rasga a montanha no Downhill, especialmente quando combinada com os Bindings Union Expedition. Mas o que faz esse Splitboard se destacar?

É a habilidade de simplesmente esmagar a montanha toda graças ao posicionamento de Positive Camber embaixo dos bindings e o Flat Camber na parte de trás da prancha. Além disso o Reverse Camber onde você mais precisa, nas extremidades (nose and tail).


Se você praticou snowboard quando o Camber era o perfil mais popular nos anos 90, a CAPITA Neo Slasher vai oferecer uma sensação responsiva muito similar. A Neo Slasher tem muito pop e grande durabilidade, devido principalmente à composição da base “Sintered”. As pranchas da CAPITA são produzidas à mão na fábrica chamada “Mothership” na Áustria.

_________________________________________________________________________________________


4. ROME WHITEROOM SPLITBOARD ($ 679)

A ROME fez um splitboard para pessoas normais. Basicamente, a Rome Whiteroom é o tipo de prancha que você compra quando vai andar em sua estação de ski local antes do trabalho.

Construída a partir do perfil “Powder S” com Camber desde a parte de trás (tail) em direção à seção média e Rocker na parte da frente (nose), essa mistura funciona muito bem quando se trata de perfil de um splitboard. A Whiteroom Splitboard oferece uma performance incrível tanto na descida como na subida.


Essa é a prancha mais acessível de toda a lista, porém, com o baixo preço vem um pouco de sacrifício em termos de durabilidade. Se você é alguém que usa seu splitboard menos de 10 dias por temporada, definitivamente essa é uma prancha a ser considerada.

__________________________________________________________________________________________


5. ARBOR BRYAN IGUCHI PRO SPLITBOARD ($ 789)

Camber, hmmm, isso parece ser uma tendência em todas as pranchas testadas, incluindo essa ARBOR. A ARBOR Bryan Iguchi Pro Splitboard foi desenvolvida e desenhada por Bryan Iguchi o legendário Californiano que vem praticando snowboard por mais de 30 anos e que possui conhecida preferência por esse perfil de pranchas Camber.

E por boas razões, o perfil Camber é potente e confiável. Essa prancha vem com “Med-Stiff Flex”, flexibilidade média, o que aparenta ter maior capacidade de amortecimento e ser mais sensível do que a versão convencional dessa prancha a qual testei anos atrás.

Esse splitboard usa a tecnologia “Grip Tech Sidecut” o que oferece incrível controle das bordas (edges) em más condições de neve. Graças aos protetores das extremidades (nose and tail) a Bryan Iguchi Pro Splitboard oferece uma experiência mais livre impedindo que a prancha crave na neve.

__________________________________________________________________________________________


6. FURBERG FREERIDE SPLITBOARD ($ 849)

A FURBERG está novamente na lista dos melhores splitboards com sua versão atualizada, a Freeride Split. Uma das mudanças mais notáveis para o ano de 2019 foi o uso de Isosport Polyamide na lâmina superior.

Quando o assunto é andar de splitboard em condições de neve dura e em crostas formadas pelo vento, a Freeride Split se mostra bastante precisa com raio mais curto nas curvas, comparado com os anos anteriores. A Freeride Split é construída em um perfil Camber menos acentuado embaixo dos bindings e Rocker nas extremidades (nose and tail).


A Freeride é capaz de cortar através da neve com facilidade, as vezes fácil até demais. Se você vive andando em lugares com neve pesada e molhada, até mesmo em neve firme, essa versão da FURBERG Freeride Split é para você.

__________________________________________________________________________________________


7. LIB TECH SPLIT BRD ($ 849)

Se você é um “splitboarder” de carteirinha, provavelmente ouviu falar da nova Lib Tech Splitboard. A Lib Tech Split BRD 2019 foi desenhada pensando no seu caminho ao topo da montanha. Finalmente a Lib Tech começou a prestar atenção às necessidades dos splitboarders e isso é demonstrado no perfil dessa prancha. Esse splitboard com Camber predominante ainda mantém um pouco de Rocker entre os bindings, afinal de contas, é uma Lib Tech...

Entretanto, o Rocker quase não é notado durante a subida com os skis.

A verdadeira diversão começa quando a prancha está pronta para descer, com o núcleo desenvolvido pela Lib Tech, chamado de Polina Wood®, a Split BRD 2019 oferece uma descida divertida e fácil de manobrar.

Construída sobre uma base “Sintered” de alto padrão, essa prancha voa montanha abaixo e não absorve tanta cera quanto as outras pranchas disponíveis no mercado.

__________________________________________________________________________________________


8. JONES MOUNTAIN TWIN SPLITBOARD ($ 779)

Ahhh CamRock, isso fica evidente quando se tem um gigante do esporte como Jeremy Jones nos bastidores. A Jones Mountain Twin Splitboard 2019 foi desenvolvida com Camber no meio da prancha – embaixo e entre os bindings – e Rocker nas extremidades (nose and tail). Essa mistura faz com que a prancha tenha muito pop e controle dos edges, o que resulta em carvings mais consistentes e muita diversão no freestyle.


Se você gosta de impressionar os amigos com saltos e giros no Backcountry, essa prancha é pra você. Essa é uma das poucas pranchas que você pode de fato andar pelas pistas do resort e ainda assim detonar. Os novos bindings Karakoram Prime Connect Splitboard formam o casal perfeito com a Mountain Twin.

Com Bamboo Stringers, espécie de longarinas em forma de X e o núcleo em madeira, esse splitboard pode realmente absorver a trepidação nas descidas. Por último, mas não menos importante, a Jones Mountain Twin Split vem com encaixe de tensão rápida a partir do “tail” (Quick Tension Tail Notch).

Esse Sistema permite que o skin da marca Pomoca® seja acoplado através da lâmina superior, essencialmente fazendo o skin permanecer no lugar ao longo do dia.

___________________________________________________________________________________________


9. WESTON RANGE SPLITBOARD ($ 849)

A marca WESTON SNOWBOARDS produziu esta prancha para um dos membros da sua equipe de competição. Se você conhece bem o Colorado provavelmente já ouviu falar dessa marca, caso contrário, anote aí: esses são excelentes splitboards. Tive a chance de testar a WESTON Range Splitboard a qual foi desenhada pelo snowboarder Joe Otremba.

Como todo e qualquer outro splitboard testado nessa lista, a WESTON Range Splitboard é produzida com Camber embaixo dos bindings e Rocker embaixo das extremidades (nose and tail).

Esse shape direcional (Directional Twin) permite que você realmente coloque pra baixo no Backcountry, é uma das pranchas que não sacrifica suas habilidades de freestyle no downhill. Essa prancha é um pouco mais pesada que as demais testadas nessa lista, mas com isso você ganha em durabilidade por causa da lâmina superior de Polamine.

__________________________________________________________________________________________


10. ARBOR CODA SPLITBOARD ($ 739)

Finalmente uma representante dos shapes Rocker... Eu simplesmente adoro essa prancha desde sempre. A ARBOR Coda Splitboard 2019 é fantástica no downhill, com o sistema Rocker da ARBOR, você literalmente flutua montanha abaixo com facilidade na maior sensação de se estar surfando o mar branco de neve.

Essa prancha é muito similar a antiga Abacus, não houve grandes mudanças, eles realmente conseguiram acertar em cheio com esse splitboard.

Tudo aqui funciona, porém, subir a montanha com os skis as vezes pode ser um pé no saco dependendo das condições com o formato “Parabolic Rocker”. Você pode pensar que seus skins estão caindo, e talvez eles estejam mesmo.

A ARBOR está percebendo a tendência do Camber para o splitboarding, por isso diminuíram o ângulo de Rocker da parte de trás da Coda Splitboard. Isso permite que a prancha mantenha contato com a superfície da neve enquanto se está usando os skis para subir a montanha, mais do que era visto em anos passados.

__________________________________________________________________________________________


Todos os Splitboards que fizeram a lista dos melhores de 2019 são boas apostas. Testei várias outras pranchas que não tinham qualidade suficiente para entrar no TOP 10. Se você tem qualquer dúvida sobre os splitboards dessa review ou outros disponíveis no mercado, não hesite em entrar em contato.







Dicas Relacionadas:

Propaganda