Dicas de snowboard : Snowboard et al.

Big thumb 0

Como editar seu vídeo de ação Parte II

mais de 2 anos Ago / Marcações: video

Como editar seu vídeo de ação Parte II

Domine seu App/Software

Domine seu App/Software
Os aplicativos pagos oferecem muito mais funcionalidade, estabilidade e opções de importação/exportação da mídia que os gratuitos mencionados na Parte 1. E até mesmo os preços podem não ser tão abusivos como estamos acostumados no Brasil. Os melhores produtores como Apple e Adobe também oferecem versões reduzidas dos seus programas (Adobe Premier, por exemplo) por um preço razoável, ou inscrições para um curto período que possa ser suficiente para a edição que você pretende fazer.Depois de escolher o aplicativo (por exemplo analisando os reviews dos outros usuários), não se lamente em perder bastante tempo aprendendo a funcionalidade dele - um conhecimento bom da ferramenta sempre vale a pena e evita muito esforço na hora de editar. Uma vez que você aprende bem a usar o seu software de edição, você será capaz de representar no vídeo tudo aquilo que esta na sua imaginação.

Planeje a ediçãoPlaneje a edição

É uma ótima ideia embarcar numa edição já com um plano em mãos. Seria uma boa opção conhecer bem suas gravações, e em seguida, ouvir a faixa escolhida algumas vezes, talvez até mesmo fazendo algumas anotações. É impossível planejar uma edição inteira, quadro a quadro, mas tais momentos chaves da música como uma pausa, um trecho mais romântico, ou uma mudança no ritmo da música podem ficar bem correspondidos com o uso da câmera lenta, mudança do tema da cena, e outros efeitos. Neste vídeo do Torstein, os vídeos de street-riding só começam no primeiro refrão que definitivamente não é por acaso e sim algo bem pensado e planejado.

Edite o filme conforme a batida da músicaEdite o filme conforme a batida da música

A música funciona muito bem em filmes de esportes de ação, mas alguns pequenos truques irão aperfeiçoar ainda mais as suas edições. O mais importante deles é tentar editar os clipes junto das batidas da trilha sonora. Isto é sincronizá-los a quaisquer momentos-chave do seu vídeo (tais como decolagens ou pousos) com a batida da música.Se não funcionar para uma determinada cena, simplesmente corte-a bem na batida da música e junte com a próxima, observando se os pousos/decolagens desta nova cena se encaixam melhor no rítmo da faixa. As vezes terá que reposicionar as cenas dentro do seu vídeo, buscando a melhor sincronização com a música. Se você fizer isso editando, pode ter certeza que a música é sincronizada durante todo o tempo do vídeo. Vou deixar aqui um trailer como referência, não é de snowboard, mas vale a pena prestar atenção na edição de Girl Skateboard’s Pretty Sweet.

Amigos são amigosAmigos são amigos

Não tente dedicar o mesmo tempo das cenas igual para pessoas de níveis diferentes. Se tiver um amigo que não esta se encaixando com o resto de sua gangue, coloque a melhor manobra dele ou uma linda descida e só. Tanto o seu vídeo quanto o nível dele vai parecer muito melhor.Não se lamente em desperdiçar as gravações chatas ou repetitivas, ver amigo pode ter graca, mas para os outros podem parecer cansativas. Deixar a edição final mais radical faz bem, tanto para as lembranças de seu time, quanto para os espectadores desconhecidos.

Sem Fraudes de snowboard!Sem Fraudes!

Há uma regra de ouro que todos os fotógrafos de esportes de ação devem seguir: se uma manobra não é pousada corretamente, ela não conta como uma foto.Além de sujar a sua reputação, qual é a vantagem de mostrar uma manobra que você sabe que você não consegue fazer? Sua mãe deve ter-lhe ensinado estas regras, mas apenas no caso dela ter se esquecido, nunca faça isso em seus vídeos também! Pode ser tentador fazer um desses cortes de cena, pouco antes de seu amigo perder o equilíbrio, mas se uma manobra não é aterrizada corretamente, ela já vai aparecer errada no ar de qualquer maneira.

Porem, se quiser juntar somente as quedas como no video do time brasileiro Jack the Snowman, fique a vontade!!!

Filme de Diferentes angulosFilme de Diferentes angulos

Enquanto você grava as cenas para a sua obra-prima você sempre deve procurar filmar de diferentes ângulos, o máximo possível. Utilizando diversos ângulos, facilita muito em produzir e editar um vídeo irado.Uma ótima dica: em vez de mostrar uma manobra duas vezes de ângulos diferentes, mostre a parte inicial dela de um ângulo, e em seguida, já corta para uma outra cena que mostre o pouso de um outro ângulo diferente, com um pouco de sobreposição entre os dois. Fica muito elegante, e tem a vantagem de parecer que você tinha uma tripulação multi-câmera.Também é melhor misturar os clipes com diversos ângulos para as diferentes manobras feitas em um mesmo obstáculo para manter a imagem final menos chata e cansativa.

a regra de 180 graus
Porem, fique ciente, da chamada “a regra de 180 graus”. Uma vez que o rider estiver indo da esquerda para a direita (por exemplo) fazendo uma manobra, é melhor escolher o outro ângulo, de tal forma que o movimento dele permaneça na mesma direção. Se não, ocorre um erro de continuidade para o espectador. Mas claro, as regras são feitas para serem quebradas! ;-)

Efeito Câmera Lenta em snowboardEfeito Câmera Lenta

Quase todos os filme de esportes de ação vai incluir algum movimento de câmera lenta, “slow-motion”. A maioria dos programas de edição tem um botão chamado "tempo de alongamento' ou 'remapeamento’ - a gíria profissional para câmera lenta.A menos que você esteja fazendo um determinado efeito específico, com um equipamento especial para realizá-lo, é provavelmente melhor usar slo-mo com moderação. A aplicação particularmente eficaz é usar a câmera lenta em algum momento mais complicado da descida - um grab, ou giro em kicker, tudo o que fica realmente bem enfatizado pela câmera lenta. Porem evite usar o slow-motion com clipes não perfeitos - a câmera lenta enfatiza tudo, os erros também!Outra dica - não faça o slo-mo lento demais. O olho humano não consegue distinguir quadros individuais mais do que cerca de 25 vezes por segundo (25 fps = frames per second). Assim, para poder usar suas gravações em slow-motion você deveria sempre filmar em +/- 50fps, os com menos fps ficará visivelmente espasmódico.

Seja conceitualSeja conceitual

Crie um conceito irado para seu vídeo e use tudo o que sabe para continuar se realizando. Assim vai poder dizer muito mais com seu vídeo do que simplesmente mostrar a diversão de snowboarding com amigos - vai poder mostrar você mesmo. Essa é a diferença entre um operador ou editor, e um diretor full scale.

Dicas Relacionadas:

Propaganda