Dicas de snowboard : Snowboard et al.

Big thumb the 10 best italian snowboarding resorts flickr image by acidka19

Freeride, o que é?

5 meses Ago / Marcações: freeride

Falando brevemente, freeride é andar onde não tem pista. Qual é a vantagem disso? Sair para fora da pista proporciona uma neve virgem e fofa, as paisagens se tornam mais selvagens, desertas e bonitas, distanciando a gente ainda mais do mundo industrializado.

Mas antes de prosseguir para os picos radicais do Alaska é melhor se familiarizar com algo mais próximo.

Entre pistas

O jeito mais fácil de praticar freeride é andar entre as pistas. Depois de uma nevasca boa, todo lugar onde o pisteiro não passou fica com aquela neve fofa e macia, então é só sair da pista marcada! Mas nunca se esqueçam da segurança! Realmente precisa ficar muito atento e manter os olhos nas pedras, em possíveis desníveis e cliffs além de muitos outros perigos que ocorrem em uma montanha!

Por ser de fácil acesso as áreas entre as pistas ficam riscadas nas primeiras horas após a abertura do resort. Nos resorts mais distantes ou em dias de semana quando tem pouca gente, você pode desfrutar desse tipo de freeride até mesmo em um horário mais tarde também.

Um exemplo clássico desse tipo de freeride é a encosta entre as pistas Eclipse e Momia no Valle Nevado. Em algumas estações da Europa e dos Estados Unidos você pode encontrar o que se chama de Ski Run - uma pista marcada mas não preparada, quer dizer, ela mantém a neve exatamente de quando ela caiu naturalmente, porém vigiada pela segurança da montanha.

Freeride em Valle Nevado

Sidecountry

Depois de aproveitar todas as possibilidades do freeride entre as pistas, o próximo passo é procurar o que fica ao lado da estação, por isso o nome de "Sidecountry". Assim você vai subir com o lift, mas descer por um lado diferente das encostas principais da estação. Com descidas mais difíceis do que na própria estação e com a frequente necessidade de voltar andando a pé para a base do lift, esse tipo de freeride atrai um pouco menos gente e a neve lisa sobrevive por mais tempo.

Um exemplo desse tipo de freeride são as descidas Mercúrio e Eduardo em Las Lenhas.

Equipamento de seguranca de avalancheEnquanto entre as pistas você pode andar com equipamento comum de snowboard, já para sair pra Sidecountry, onde o risco de avalanche é muito mais alto, você vai precisar de umas ferramentas de segurança adicionais: no mínimo sempre levar a sonda, a pá e a arva. Leia essa outra matéria para saber mais sobre avalanches.

Backcountry

Essa palavra em inglês significa uma área rural distante e pouco desenvolvida, quer dizer onde não tem lift nenhum. Para chegar até lá você vai precisar de uma força mecânica como um helicóptero ou motosky, ou a força da sua própria perna.

Enquanto isso exige mais dinheiro ou mais esforço, a sensação de estar sozinho no topo de uma montanha de 4.000 metros é completamente indispensável. Se for a pé você vai precisar de um equipamento diferenciado para a subida, as opções são raquetes ou splitboard.

Image tRisco de avalanche eminente

Além do perigo eminente de avalanches na descida, as próprias subidas também podem ser verdadeiramente perigosas. Não tente fazer sem um guia ou pessoas do local com um nível alto comprovado, pelo menos no início. E mais uma vez as ferramentas de segurança contra avalanches são cruciais para as saídas do Backcountry.

Cerros Terresillas e Entre Rios são exemplos de Backcountry em Las Lenhas.

Big mountain ou Extreme riding

Isso é o que Travice Rice e Jeremy Jones fazem =)


Dicas Relacionadas:

Comentários

Propaganda